5 estratégias de marketing de relacionamento para o seu negócio

Confira estratégias de marketing de relacionamento para aplicar no dia a dia do seu negócio e reter clientes.

Você sabe o que é marketing de relacionamento?

Em meio a um mercado cada vez mais concorrido, consumidores esperam de suas marcas favoritas reconhecimento pela fidelidade que mantêm com elas. Nesse cenário, o marketing de relacionamento atua para monitorar e nutrir essa relação.

A Edelman, que atua na área de comunicações globais, realizou uma pesquisa com 12 mil consumidores em diversos países, incluindo o Brasil, para compreender o que eles esperam das empresas no mundo pós-pandemia. 71% deles afirmaram perder a confiança em marcas que se mostram mais preocupadas com o lucro do que com as pessoas.

Em um relatório publicado pela revista The Economist, 64% dos executivos que defendem a importância da experiência do cliente para o futuro de suas empresas acreditam que lucram mais do que seus concorrentes.

Esses dados são apenas alguns exemplos que destacam como é essencial que negócios de qualquer setor ou modelo se preocupem em implementar ações que os aproximem das pessoas que consomem seus produtos ou serviços. 

Continue a leitura para saber o que é marketing de relacionamento e confira 4 maneiras de aplicá-lo em sua empresa.

O que é marketing de relacionamento? 

O marketing de relacionamento é um conjunto de estratégias que capturam informações sobre o comportamento de clientes para entender suas necessidades e fortalecer as relações entre marca e consumidor

Ele atua em todas as etapas do funil, desde a etapa de brand awareness — conhecimento de marca — até a aquisição, e continua no pós-compra.

Leia mais em: Marketing de relacionamento: descubra como fidelizar clientes

Qual o objetivo do marketing de relacionamento?

O principal objetivo do marketing de relacionamento é a fidelização de clientes

Muitas empresas costumam dedicar a maior parte de seus esforços em conquistar novos consumidores, sendo que reter aqueles que já se relacionaram alguma vez com a marca pode ser ainda mais lucrativo.

Isso porque um cliente que compra pela primeira vez tem 50% de chances de repetir a compra. Esses que repetem, por sua vez, têm 80% de probabilidade de comprar novamente.

Esses números, retirados do livro Métricas de Marketing: O Guia Definitivo de Avaliação do Desempenho do Marketing, demonstram que a retenção de clientes forma uma cadeia de vendas que tende a trazer resultados de receita surpreendentes.

O marketing de relacionamento pode criar laços entre uma empresa e seus consumidores, transformando-os em fãs e promotores da marca.

Leia também: Guia para fidelizar clientes: 7 dicas práticas

5 estratégias de marketing de relacionamento para o seu negócio

Agora que você já entendeu o que é marketing de relacionamento e como ele atua, confira as 4 dicas a seguir e passe a implementá-lo nas estratégias do seu negócio.

Endomarketing

O relacionamento com o cliente começa de dentro para fora. Seus colaboradores estão alinhados aos valores da empresa e entendem como manter uma boa relação com os consumidores?

Se você não souber a resposta, adotar uma estratégia de endomarketing pode ajudar você a melhorar a gestão de suas equipes e incentivar seus funcionários, que estão ao seu lado nessa jornada. Investir na comunidade interna de seu negócio afeta diretamente a experiência de seus clientes com a marca.

Alguns exemplos de práticas de endomarketing são:

  • realizar campanhas de atração de talentos e recrutamento (employer branding);
  • promover cursos, workshops e treinamentos para capacitação;
  • reconhecer o trabalho de seus funcionários (por meio de programas de incentivos, por exemplo);
  • criar canais de comunicação internos da marca, como newsletters com as novidades corporativas.

Banco de dados (CRM)

A base do marketing de relacionamento é compreender quem é seu consumidor para promover ações personalizadas que possam atrair sua atenção e fazê-lo identificar valor em sua marca. Para isso, é essencial elaborar um jornada de compra consistente e que proporcione experiências positivas para ele.

O primeiro passo para isso é buscar informações sobre o cliente, e os dados que você precisa vão depender do seu modelo de negócio e dos objetivos propostos. 

Uma opção é solicitar essas informações por meio de pesquisas de satisfação e formulários, além de oferecer conteúdos (e-books, checklists, simuladores) ou benefícios (como descontos e promoções) interessantes em troca delas. 

Com essas informações — que vão desde o nome e a cidade onde vivem, até interesses, hobbies e carreira — organizadas dentro de ferramentas de marketing específicas para cada objetivo, o time pode segmentar clientes em grupos e personalizar ações com mais chances de conversão.

Além das informações do cliente centradas e organizadas em um único lugar, um banco de dados também armazena todas as ações que já foram aplicadas — tendo elas funcionado ou não. Isso auxilia na hora de pensar em novas abordagens e novas estratégias de personalização para cada caso.

De acordo com um relatório da SmarterHQ, 72% dos consumidores só se relacionam com mensagens de marketing que sejam personalizadas a seu interesse — e 90% estão dispostos a compartilhar seus dados para que essa personalização aconteça.

Para estratégias ainda mais eficazes, esses dados podem, ainda, ser alinhados a outras informações sobre o comportamento do consumidor: quantas vezes ele já comprou com sua marca? Quanto tempo ele gastou em uma página no seu website? O que ele já comprou? Quanto ele gasta, em média, em cada compra?

Saiba mais sobre como trabalhar com segmentação de usuários em: Descubra as vantagens de usar marketing de comportamento


programa-de-fidelidade

Automação de marketing

A automação de marketing ajuda o time a estabelecer e monitorar o fluxo de relacionamento com seus consumidores. A partir dos segmentos de público, apresentados no tópico anterior, essa ferramenta pode enviar mensagens personalizadas para cada grupo e acompanhar as métricas dessas ações.

O principal benefício que a automação traz é a possibilidade de escalar a relação com vários clientes ao mesmo tempo, sendo possível enviar mensagens personalizadas com o nome de cada um e direcionadas ao seu interesse. Tudo isso é feito de acordo com o nível de relacionamento em que o cliente está. 

Leia também: Como fazer uma gestão de relacionamento com o cliente eficiente

Através da automação de marketing, a equipe responsável por essa estratégia pode, por exemplo, identificar quando um cliente logado em seu perfil na loja online abandona um carrinho de compras. Assim, um e-mail automático incentivando essa pessoa a finalizar a compra pode ser disparado — talvez, oferecendo um cupom de desconto sobre o valor.

A equipe também pode conferir a taxa de abertura dos e-mails disparados para sua base de clientes e, assim, identificar aqueles mais interessados em suas mensagens — e, também, os que as ignoram. A próxima etapa é criar ações diferentes para esses dois segmentos, visando estreitar o relacionamento.

Existem diferentes ferramentas de marketing no mercado que oferecem a solução de automação, com diversas especificações. Todas elas ajudam seu time a economizar tempo nas operações para focar nas estratégias.

Programa de fidelidade

Um programa de fidelidade é uma estratégia que visa valorizar seus clientes recorrentes, oferecendo vantagens — como cupons de desconto e promoções. Seu principal objetivo é reconhecer seus melhores clientes e criar novos promotores da sua marca.

Empresas como o Carrefour e o Grupo Pão de Açúcar têm seus próprios programas de fidelidades, que agregam autoridade às marcas e satisfação à experiência do cliente.

Entre os principais benefícios que um programa de fidelidade pode trazer para o relacionamento com clientes, podemos destacar:

  • aumento do engajamento com a empresa;
  • estímulo ao processo de fidelização;
  • redução do índice de Churn.

Leia mais em: Programa de fidelidade: benefícios para o seu negócio

Recompensas digitais

Entender o que é marketing de relacionamento é ir além das estratégias convencionais, acompanhando as tendências do mercado para atribuir o melhor valor à jornada de compra de seus consumidores.

Muitos programas de fidelidade e outras estratégias de retenção de clientes usam as recompensas digitais como forma de atrair o interesse das pessoas e aumentar as vendas. Essas recompensas vão desde cupons de desconto na própria loja a benefícios elaborados com marcas parceiras e mecânicas de cashback.

Leia mais em: Marketing de recompensas: fidelize e engaje clientes

Plataforma da Minu

Potencialize a relação com seu cliente com a ajuda de plataformas que ajudam você a elaborar as melhores ações de engajamento, como a MINU. Nossa nuvem de recompensas conta com mais de 600 benefícios registrados que podem ser oferecidos a todos os tipos de públicos.

Oferecemos um marketplace de recompensas instantâneas que oferece ao seu time total controle sobre sua estratégia de recompensas digitais. Clique aqui para conhecer nossas soluções.


Gostou deste artigo?
compartilhe com mais pessoas

Confira outros artigos

Voltar para o blog